Ainda não há comentários

Pecado rouba alegria

Como o Salmo 32, o 51 narra a experiência triste do pecado cometido por Davi. A tristeza não era, necessariamente, pelo pecado, mas por ter brincado com ele, ou seja, tentado encobrir e dar o jeito por conta própria. Pecar, em si, não é problema, considerando que todos somos pecadores. O problema é brincar com ele.
Pouco percebido, um dos maiores problemas causados pelo pecado é a perda da alegria da salvação. Assim se expressa Davi: “Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário” – v. 12. E Davi sentia-se triste e sem humor.
Perder a alegria é uma realidade do pecado. Mas, também, é possível receber de volta. O caminho é apresentado com clareza:

1º – Confissão. “Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares”.
2º – Súplica. “Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniquidade, e purifica-me do meu pecado”.
3º – Arrependimento. “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto”.
Encontra-se triste por causa do pecado? Peça a Deus de volta a alegria!

Pr. Neemias Lima

Publicar um comentário